Páginas

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Entrevista La Carona



Oi gente! Hoje a postagem é especial! Há um tempo eu sigo a página do La Carona no facebook. A página é administrada pelo Luis Fernando, que não tem medo de se aventurar pela estrada, viajar de carona e viver histórias incríveis. Ele vai postando tudo pra gente e contando as suas aventuras. Eu tive o prazer de fazer uma entrevista com ele e você pode conferir abaixo!

La carona    

Eu - O que é o La Carona?

Luis Fernando - O La Carona é um projeto de vida. Um sonho de infância. Um desejo de conhecer novas pessoas e novos costumes. A vontade de partilhar o amor e a paz. Um estilo de vida.



Eu - Como surgiu a ideia e a vontade de se aventurar pelas estradas pedindo carona?



LF - Tudo começou há muitos anos atrás, quando eu ainda era adolescente e estava viajando com meus pais pelo interior de São Paulo. Quando no meio da estrada avistei um rapaz na beira da estrada, parado com seu mochilão nas costas e com uma plaquinha. Passamos bem devagar e pude ver em seu rosto a felicidade e a liberdade que emanavam com tanta força, que tocou em mim. Daquele dia em diante, coloquei na minha cabeça que isso era o mesmo destino.




Eu - Alguém te influenciou para fazer essa viagem (algum amigo, alguma página no Facebook, algum projeto semelhante)?


LF - Não diria influenciar, mas claro que alguns projetos mais antigos me fizeram entender melhor como seria esse universo das caronas. Procurei informações, busquei pessoas que já estavam na estrada há algum tempo para que pudessem me passar experiências. Considero isso muito importante para quem está a fim de cair na estrada.




Eu - Você sempre gostou de viajar?


LF - É a minha vida..rs. Viajo desde meus 18 anos a trabalho, pois fui durante muitos anos roadie e produtor de bandas. Por isso, sempre estive na estrada. Costumo dizer que a estrada é a minha casa.




Eu - Qual é a reação das pessoas quando você fala que viaja de carona?


LF - Essa pergunta é bem interessante e bem divertida...rs. A reação das pessoas geralmente, é: “Você é doido menino? Tem medo não?”. A cara de espanto predomina na face. Essas reações só alimentam minha vontade de continuar nessa caminhada em busca dos meus objetivos.



Eu - Antes do La Carona, você já viajava com certa frequência?

LF - Sempre viajei trabalhando com bandas. Faço isso desde meus 18 anos. Viajar para mim faz parte da minha vida. É algo que corre em minhas veias.


Eu - Por quais lugares você já passou e por onde você pretende passar?

LF - Nossa, são muitos lugares. Lugares especiais. Pretendo em breve dar a volta a América Latina, passando por todos os países, sem exceção. 



Eu - Existe algum lugar que você visitou e sentiu que poderia largar tudo e morar lá?



LF - Que pergunta complicada! rs... Sou apaixonado por todos os lugares que passo. Seria uma injustiça escolher apenas um. Prefiro conhecer todos e levá-los comigo no peito.


Eu - É possível viajar com pouco dinheiro?


LF - Sou prova viva que é possível sim. Não viajo com dinheiro. Apenas com minha mochila, meu hidrocor e uns pedaços de papéis. Isso é o meu passaporte para todos os cantos que vou. Percebo muito que existem pessoas caridosas, que estão sempre dispostas a ajudar, dando comida e hospedagem. Isso é algo que me traz uma felicidade enorme. Amo isso.



Eu - Conte-nos uma experiência maravilhosa que vivenciou durante sua viagem.



LF - São muitas viu!? Muitos momentos fantásticos, mas como tem que escolher um, vamos lá. Estava caminhando pela estrada, no interior de Minas, a caminho de São Thomé das Letras, quando parei próximo a um quebra-molas para pedir carona. Fiquei parado por alguns minutos, quando então passa uma senhorinha, bem humilde com uma sacola nas mãos e me chama. Eu olho para o lado e ela diz: “Não tenho muito para te oferecer, mas o pouco que tenho posso partilhar com você.” Nossa, foi uma emoção tão grande e a vontade de chorar foi maior. Derreti-me todo. Dei um abraço forte nela e agradeci imensamente pelo gesto. Isso foi algo esplendoroso. Isso me provou que aquelas pessoas que menos tem são as que mais compartilham. Muito bacana essa experiência. Levarei para toda a vida. Foi um ensinamento.



Eu - E conte-nos uma experiência que você não gostaria de passar de novo.

LF - Até hoje não tive nenhuma experiência negativa. Ainda bem né!? rs...




Eu - Você passa mais perrengues ou coisas boas na estrada?

LF - Olha, é uma mistura. Já passei perrengues também. Faz parte da vida de todo mochileiro. O maior dos perrengues foi ficar 10 horas esperando por uma carona.


Eu - Já fez ou pretende fazer algum mochilão fora do país?

LF - Vou contar com exclusividade para você. A partir de janeiro vou dar a volta por toda a América do Sul. Pretendo ficar cerca de 2 anos na estrada. O nome do projeto será “LA CARONA POR LA AMERICA”. Muitas coisas estão por vir. Bem legal.


Eu - O que você descobriu sobre você mesmo durante suas viagens?

LF - Descobri que para ser uma pessoa de bem e ser respeitado é preciso compreensão e amor ao próximo. Aprendi a amar o ser humano e a tratá-lo com dignidade, mesmo que não seja recíproco. Aprendi a nunca pagar na mesma moeda. Aprendi a acreditar no ser humano e a acreditar que o mundo ainda tem jeito, basta que todos espalhem apenas amor e paz! 


Eu - O que você diria para as pessoas que querem se aventurar e viajar pelo mundo mas tem medo?

LF - Digo que para colocar uma mochila nas costas e pegar a estrada, seja de carona ou de qualquer outra forma de locomoção, é preciso vencer seu medo, pois somente ele irá impedi-lo de realizar seus sonhos. Agarre-se na coragem e siga seu coração. Vá em frente e se jogue com amor e sabedoria e boa trip!


La Carona

La Carona

La Carona

La Carona

La Carona

La Carona

La Carona

La Carona

La Carona

La Carona


La Carona

Muito legal, né!? Você pode acompanhar o La Carona pela página do facebook (clique aqui) e se inscrever no canal no youtube (aqui)

Beijo beijo,

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário