Páginas

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Grand Bazaar - Istambul



Como eu contei em outro post (para ver o post sobre a chegada em Istambul, clique aqui), eu e uma amiga fizemos uma viagem para a Turquia. Entramos na Turquia por Istambul, estivemos em cidades do interior do país, e saímos da Turquia também por Istambul. Então tivemos a oportunidade de estar um bom tempo na cidade que, na minha opinião, é a mais legal do país. Mesmo tendo estado bastante tempo em Istambul, acho que essa cidade é como Londres e Paris, precisa-se de toda uma vida para visitar tudo, para conhecer cada canto. Isso se em uma vida se conseguir fazer isso.

Mas uma coisa que merece um post especial é o Grand Bazaar de Istambul. É um dos maiores e mais antigos mercados cobertos do mundo. Tem cerca de 5000 lojas e está aberto todos os dias das 09 às 19 horas, exceto aos domingos e feriados nacionais.

Na Turquia, o comércio informal é muito comum, em todo canto há barracas de comida, de doces, de utensílios, de tudo. Quase todos os dias a gente dava uma passada no Gran Bazaar, porque sempre lembrávamos de comprar alguma coisa. É impossível andar todo o Gran Bazaar, e é muito fácil se perder lá dentro (como aconteceu comigo!!!). Parece um labirinto e tem várias entradas. Vende de tudo ali: especiarias, chás, tapetes, ouro, prata, tecidos, cerâmicas e os mais diferentes tipos de souvenirs do mundo árabe.

Uma crítica em relação ao Grand Bazaar é em relação aos homens turcos no geral, é que como estávamos apenas nós duas, mulheres, andando sozinhas por lá, os homens que trabalhavam nas lojas mexiam descaradamente conosco. Pediam pra tirar foto, ofereciam presentes, convidavam para sair a noite. Principalmente quando descobriam que alguém ali era brasileira. O Brasil vende uma imagem que muitas vezes acaba sendo negativa para as mulheres. Nós ficamos indignadas de início, mas depois soubemos levar bem na esportiva. Eu, sinceramente, achava que os muçulmanos respeitavam mais as mulheres. Se você estiver ali sozinha e sem o véu, pode se preparar para escutar bastante gracinha.

Negociar é também uma tradição para os turcos. Sempre negocie na Turquia. Eles colocam o preço lá no alto, e você com todo o seu poder de persuasão pode fazer o preço baixar para menos da metade do que era inicialmente.

Algumas fotos do Grand Bazaar:

Em uma das entradas do Grand Bazaar (arquivo pessoal Nicole Werneck)

Em uma das entradas do Grand Bazar (arquivo pessoal Nicole Werneck)

Entrando no Grand Bazaar (arquivo pessoal Nicole Werneck)









Especiarias (arquivo pessoal Nicole Werneck)

Especiarias (arquivo pessoal Nicole Werneck)






Nicole Werneck.


Instagram: @nicolewerneckf



←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário